SOBRE O AUTOR

DANILO MENESES
Bacharel em Direito pelo Instituto de Ensino Superior Cenecista – INESC, especialista em Ciências Penais pela Rede LFG em parceria com a Universidade Anhanguera Uniderp, Advogado (2011-2013), Delegado de Polícia.

Pesquisa interna
Central Blogs

Arquivos da Categoria ‘Notícias – Exame de Ordem’

PostHeaderIcon Íntegra do voto do ministro Luiz Fux sobre o Exame da OAB

Confira a íntegra do voto do ministro Luiz Fux no julgamento do Recurso Extraordinário (RE) 603583, realizado na sessão do Supremo Tribunal Federal (STF) desta quarta-feira (26). Na ocasião, por unanimidade, a Corte reconheceu a constitucionalidade da exigência de aprovação no Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para o exercício da advocacia.

Fonte: STF

Popularity: 2% [?]

PostHeaderIcon Exame da OAB: 15% de aprovados

POR LUIZ FLÁVIO GOMES

No último exame da OAB apenas 15% dos inscritos foram aprovados. Cerca de 18 mil bacharéis deixaram sua condição de descarteirados. O que mostra esse resultado? Que é possível construir uma trajetória de sucesso nessa área. Mas é preciso pagar o preço requerido.

Caros bacharéis descarteirados: o sucesso não é algo que se recebe, como o nome, o sangue ou o título nobiliárquico (nobre, conde, duque etc.). Não é algo que já vem com o DNA (oucom o nascimento). Não cai do céu. Não acontece da noite para o dia. Sucesso é algo que se faz e que se tem (DaMatta). Vamos juntos alcançar o seu sucesso!

Saiba o seguinte: por detrás de todo sucesso há o reconhecimento de que houve uma conquista (luta, sonhos, planejamento, dedicação, esforço, método etc.). Sem luta não fazemos progresso.

Para reflexão: “Não existe um grande talento sem uma grande força de vontade” (Honoré de Balzac, francês, escritor).

Fonte: Atualidades do Direito

Popularity: 3% [?]

PostHeaderIcon Vídeo: Constitucionalidade do Exame da Ordem

Por Danilo Meneses

O Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (popularmente conhecido como “prova da OAB”) tem sido alvo de críticas pelos mais variados setores da sociedade. Desembargadores e membros do Ministério Público Federal parecem ter concordado (pelo menos em alguns pontos) que as atitudes da OAB não têm sido tão transparente como insiste em parecer – aos poucos os bacharéis vão ganhando aliados nessa difícil (para não dizer impossível) “guerra”.
Muitas falhas foram detectadas nos últimos exames. Sempre que tais erros surgem, também renasce o questionamento sobre a constitucionalidade da necessidade de aprovação no dito  exame para exercer a advocacia. Não entraremos no mérito de defendermos determinada posição, mas a proeocupação com a qualidade da referida avaliação não pode ser blindada pelos questionamentos sobre sua conformidade e adequação ao ordenamento constitucional.
Esperamos que depois de toda essa tempestade de problemas pela qual o exame está passando a sua imagem de “macanismo de defesa da sociedade” possa voltar a reinar. Da forma como anda, sustentar tal discurso não passaria de uma forma alternativa de alimentar a hipocrisia que tantos males causa à nossa sociedade. Esperamos dias melhores.

Segue um vídeo retirado do Portal Exame de Ordem onde professores e alunos comentam sobre a constitucionalidade ou não da referida avaliação realizada pela Ordem dos Advogados do Brasil.

Popularity: 4% [?]