Erre. Erre mais. Erre melhor!

Eu não me importo de errar. De me arrepender, de voltar atrás. De arriscar e perder. Antes um equívoco agindo do que conviver com o fantasma da omissão. Afinal, não decidir também é uma escolha!

DANILO MENESES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar